terça-feira, 31 de maio de 2016

segunda-feira, 30 de maio de 2016

terça-feira, 24 de maio de 2016

segunda-feira, 23 de maio de 2016

terça-feira, 17 de maio de 2016

segunda-feira, 16 de maio de 2016

segunda-feira, 9 de maio de 2016

COREL 20


PROJETO FINAL

Descrição do Projeto:

Criar uma campanha publicitária para salvar sua cidade de um dos males da Vida Moderna: E-lixo (baterias, tecnologia verde, reciclagem e-lixo, reutilização artística, exemplo de coleta de e-lixo, De quem é a culpa?, Celulares, energia solar, etc...).

“Campanha publicitária é o termo utilizado pelos profissionais da área de publicidade para explicar o conjunto de anúncios dentro de um único planejamento para um determinado anunciante produto.”

Planejamento do projeto:

01) Fundamentação sobre o projeto(texto, filmes, etc) Entre os dias 09/05 a 10/05.

02)Apresentação da escolha de produtos e integrantes dos grupos. Dia 10/05.
Obs: Grupos de dois alunos.

03) Apresentação da escolha do Slogan do projeto e do Personagem(s).  Entre os dias 10/05 a 16/05.

04) Apresentação da logomarca do produto. Entre os dias 16/05 a 23/05.

05) Apresentação do desenho do Garoto Propaganda do produto. Entre os dias 23/05 a 31/05.
Obs: O Garoto propaganda deverá ser um personagem do filme assistido.

06)     Conjunto de elementos da Campanha Publicitária:
                a-Fazer um banner A3 lasercolor (slogan, logomarca, personagens do filme e Desing - identidade visual).
Obs: A3 deverá ser feito no software CORELDRAW
b-Fazer um Folder A4 (slogan, logomarca,  personagens do filme, Textos e Desing - identidade visual). 
Obs: A4 deverá ser feito no software CORELDRAW.
07) Entrega dos Elementos Criados. 
Entre os dias 31/05 a 20/06.

SUSTENTABILIDADE  x  LIXO ELETRÔNICO

Nos dias atuais fala-se muito em sustentabilidade da vida. Mas, o que é ser sustentável? Ser sustentável, é ser capaz de participar do meio em que vivemos, de usufruir dos benefícios do meio ambiente sem degradar ou provocar danos.
“Assim, pode-se entender como a capacidade de usar os recursos naturais e, de alguma forma, devolvê-los ao planeta através de práticas ou técnicas desenvolvidas para este fim”

Objetivos:
1. Despertar nos alunos a responsabilidade de usar os recursos naturais com cuidado hoje, para que não falte amanhã;
2. Repensar a forma que o lixo é tratado em casa, escola e na cidade;

É preciso sempre pensar em usar de forma consciente para que as futuras gerações também possam usar e desfrutar do que usamos hoje. Da mesma forma é preciso pensar com relação ao lixo eletrônico (e-lixo).
O que você faz quando o celular estraga, a TV pifa, as pilhas e baterias não funcionam? E com seu computador e todas as suas partes?
Segundo a ONG Greenpeace, estima-se que são produzidos, todos os anos, cerca de 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico, que correspondem a 5% de todo o resíduo produzido na Terra. Isso representa um volume suficiente para lotar uma locomotiva, com vagões que dariam a volta ao mundo.
E para onde vai todo esse lixo? É preciso que ele tenha local apropriado para ser levado, pois quando é despejado em local impróprio, causa grandes riscos a vida humana. É que a maioria deste e-lixo possui em sua composição metais pesados altamente tóxicos, tais como mercúrio e chumbo que em contato com o solo, contamina o lençol freático; quando queimado, polui o ar.
Mas, é possível dar uma boa notícia: boa parte deste lixo pode ser reutilizado em equipamentos novos ou reciclados em outros produtos. Basta que as pessoas deem um destino adequado ao seu “e-lixo.

ALGUNS DADOS

ONU lança primeiro mapa global de lixo eletrônico

Cidadãos, empresas e governos estão mais conscientes a respeito da importância de dar destino correto aos resíduos eletrônicos, mas mesmo assim a produção desse tipo de lixo não para de crescer.
Foi o que revelou o E-waste World Map, primeiro mapa global de e-lixo, lançado pela iniciativa Step - uma aliança entre a ONU e empresas, governos e ONGs de todo o mundo.
A ferramenta mapeou a quantidade de resíduos eletrônicos produzida em cada país e concluiu que a geração de e-lixo quase alcançou a marca de 49 milhões de toneladas em 2012, o que representa 7 kg por habitante. Se continuar nesse ritmo, o planeta terá que suportar 65,4 milhões de toneladas de lixo eletrônico em 2017, que dariam para encher 200 edifícios como o Empire State, nos EUA.
Aliás, é a nação do Tio Sam que, por enquanto, mais tem culpa no cartório. Segundo o E-waste World Map, os EUA foram os que mais geraram resíduos eletrônicos no ano passado: foram 9,4 milhões de toneladas, o que representa 29,8 kg por habitante - seis vezes mais do que a China, que aparece na segunda posição do ranking.
Já na América Latina, o Brasil aparece em posição de destaque. Nosso país produziu 1,4 milhão de toneladas de e-lixo - o equivalente a média global de 7 kg por habitante - e só perdeu para o México, que gerou 9 kg por pessoa.
A intenção é que, com os dados fornecidos pelo E-waste World Map, governos, empresas e cidadãos entendam melhor o problema do lixo eletrônico e desenvolvam políticas mais efetivas para combatê-lo.
"Mesmo existindo muita informação sobre os impactos negativos ao meio ambiente e à saúde dos primitivos métodos de reciclagem de lixo eletrônico, a falta de dados globais dificulta entender a magnitude real do problema", afirma Ruediger Kuehr, secretário-executivo da iniciativa Step e membro da Universidade das Nações Unidas, em comunicado oficial.

Agora, uma pergunta: Com tantos celulares, computadores e televisores novos entrando nas casas, o que fazer com os velhos?


segunda-feira, 2 de maio de 2016

domingo, 1 de maio de 2016